Pular para o conteúdo principal

4 fatores a considerar antes de contratar funcionários remotos

Por UpCounsel Procurador de Emprego Josh Garber

Uma das mudanças mais notáveis ​​no local de trabalho nos últimos anos foi um aumento dramático no trabalho remoto e equipes distribuídas.

De acordo com um estudo recente da Gallup , 43% dos americanos empregados gastam pelo menos algum tempo trabalhando remotamente, com 3,9 milhões de americanos trabalhando em casa pelo menos metade da semana.

Globalmente, os números são ainda mais surpreendentes. De acordo com um estudo recente de funcionários em tempo integral localizados em todo o mundo, 70% trabalham remotamente pelo menos um dia por semana, enquanto 53% trabalham remotamente por pelo menos metade da semana.
Fonte:getty imagens

As empresas podem se beneficiar de muitas maneiras da contratação de equipes distribuídas, incluindo economizar dinheiro em aluguel, ter um maior número de talentos para contratar e ser capaz de atrair trabalhadores que valorizam esse tipo de flexibilidade.

Antes de contratar uma equipe remota, abaixo estão 4 fatores que as empresas devem considerar antes de contratar trabalhadores remotos.

1)Leis de emprego estaduais e locais

Em geral, quando uma empresa contrata um funcionário remoto nos Estados Unidos, a empresa precisa cumprir as leis trabalhistas locais e estaduais do estado onde o funcionário remoto está localizado. Assim, por exemplo, se uma empresa do Texas quisesse contratar um trabalhador remoto em Los Angeles, a empresa desejaria garantir (entre outras coisas) que:

  • Classificou o empregado corretamente sob a lei de emprego da Califórnia;
  • Recebido licença por doença paga em conformidade com o decreto de licença por doença pago em Los Angeles;
  • Teve uma política anti-assédio em vigor que cumpria a lei da Califórnia;
  • Forneceu pausas e horas extras de acordo com a lei da Califórnia;
  • Pagou um salário que atendia ao requisito de salário mínimo de Los Angeles; e
  • Revisou quaisquer disposições de não concorrência ou não solicitantes com uma experiência de advogado na lei trabalhista da Califórnia.
No exemplo acima, não seria suficiente para o empregador cumprir apenas a lei da Califórnia - a empresa também precisaria cumprir com as leis de licença médica e salário mínimo concedidas em Los Angeles, ambas as quais são mais rigorosas do que as leis estaduais da Califórnia.

Como resultado, mesmo para posições em que os indivíduos poderiam teoricamente trabalhar em qualquer lugar, as empresas devem considerar a cidade e o estado em que o funcionário está localizado. Além disso, as empresas devem considerar a adoção de uma disposição em seu contrato de trabalho que exija um funcionário remoto para alertar a empresa. antes que eles se movam.

2) Cultura

As empresas se beneficiam da criação de um ambiente onde os trabalhadores prosperam. E enquanto o trabalho remoto está se tornando cada vez mais comum, um estudo recente descobriu que 62% dos funcionários preferem trabalhar em um escritório. Talvez surpreendentemente, a taxa foi ainda maior entre os trabalhadores mais jovens (com idade entre 18 e 24 anos), com 65% preferindo trabalhar em um escritório.

Além de alguns funcionários preferirem um ambiente de escritório, a falta de interações pessoais pode tornar mais difícil inserir os valores da empresa nos funcionários e, às vezes, pode levar os funcionários a se sentirem desconectados do empregador.

Quando reuniões presenciais não são sempre possíveis para equipes remotas, a Harvard Business Review recomenda ter um “refrigerador de água virtual” com os objetivos de estabelecer confiança e fomentar o engajamento por um longo período de tempo reconhecendo os funcionários como seres humanos, aprendendo sobre suas vidas fora do escritório e estabelecendo confiança.

3)Remuneração e Benefícios.

As empresas devem considerar a localização de um funcionário ao determinar quanto pagar ao empregado. Por exemplo, uma oferta que é considerada razoável em um estado com baixo custo de vida, como o Mississippi, pode não ser viável para um funcionário com base no Havaí.

O mesmo pode ser verdade com os benefícios, inclusive com folgas pagas. Por exemplo, se uma empresa está procurando contratar um trabalhador remoto na área da baía, pode ser necessário oferecer mais tempo de folga a esse trabalhador do que seria para um funcionário localizado no Arizona, pois pacotes de férias generosos são bastante comuns no Vale do Silício. .

As empresas vão querer garantir que sua oferta seja competitiva em comparação com o mercado local, tanto para que o trabalhador remoto aceite a oferta de emprego como para mantê-lo na empresa quando outra empresa tentar roubá-lo.

4)Despesas Comerciais Não Antecipadas.

Alguns estados estão começando a reprimir os empregadores que estão usando o trabalho remoto como forma de transferir suas despesas operacionais para seus funcionários.

A Seção 2802 do Código de Trabalho da Califórnia, por exemplo, exige que o empregador "indenize seu empregado por todos os gastos ou perdas incorridos pelo funcionário em conseqüência direta do cumprimento de suas obrigações". Em Cochran v. Serviços Residenciais da Schwan, O Tribunal de Apelações da Califórnia baseou-se nesta disposição do Código do Trabalho em sua decisão de que os empregadores não podem evitar pagar as despesas comerciais de um empregado, alegando que um funcionário não incorreu em custos marginais na realização de trabalho remoto. Em suma, isso significa que as empresas podem ser responsáveis ​​pelo pagamento de contas de telefone celular, internet e co-working space para seus funcionários.

Como resultado, as empresas devem considerar consultar um advogado experiente em direito trabalhista ou profissional de RH antes de determinar quais despesas de negócios devem cobrir antes de fazer uma oferta a um funcionário remoto.

Conclusão

Enquanto o trabalho remoto está se tornando mais prevalente, ele levanta questões exclusivas da lei trabalhista que devem ser consideradas por qualquer empresa antes de determinar se uma equipe distribuída deve ser contratada.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Geração Z: quais as dificuldades na sua gestão .

Antes de tudo, o que venha ser a geração Z, formada principalmente por jovens que surgiram apos o final da década de 90. Sua principal característica é a massificação da tecnologia que agregou na vida das pessoas, eficiência, inovação e modernidade, sobretudo no ambiente empresarial.
Desse jeito, essa nova geração trouxe transformações bastante impactante nas empresas, com  nova forma de agir e pensar, ampliado suas visões para novas possibilidades e interesses tendo como características a serem mais flexíveis, interativos e dinâmicos.


As pessoas dessa geração Z estão a procura principalmente da estabilidade, propostas e ideias que tragam retorno imediatos, mais ao mesmo tempo que se mantem durador ao longo do tempo. Em muitas das situação essa geração buscar no primeiro momento a remuneração, só depois de fazer parte algo mais significante para vida.


Uma das principais virtudes dessa geração, é de construir na carreira profissional, algo tipo marcante e ainda ser pago por isso. Em fa…

A História Do Como Fazer Onboarding De Novos Colaboradores

Você escolheu novos colaboradores e agora é só esperar para que eles se cresçam na organização? Porem! É necessário fortalecer a relação deles no espaço de trabalho, isso é o ponto de partida para chegar ao  onboarding na integração de novos colaboradores. Incide em uma metodologia para harmonizar e habilitar estes profissionais na cultura da organizacional.
Porem, diversos líderes  de recursos humanos apresentam algumas imprecisões da forma como o onboarding deve ser realizado, logo, quando feito adequadamente, esse procedimento deixa que os colaboradores estejam mais determinados e proporcionem resultados em pouco tempo. siga este artigo e conheça dicas importantes para ter sucesso certo o procedimento deintegrar novos funcionários. Veja!

Agrupe colaboradores em um evento de onboarding de novos funcionários Para começar uma metodologia de onboarding hábil, prepare um evento. Primeiro comece com “seja bem-vindo” no inicial dos trabalhos com novos colaboradores é o mais apropriado pa…

Treinamentos on the job:melhorar na aprendizagem de equipes

Essa pratica detreinamento é cada vez mais comum no ambiente empresarial, principalmente pelo fato de ser realizado dentro do próprio ambiente de trabalho.
A sua finalidade é observar como colaborador se comporta diante das situações do dia-a-dia da empresa, dessa forma adequado aos procedimentos de trabalho da organização. Quando criança, nossos comportamentos são espelhado no que os adultos: falam e gesticulam.

 Essa ideologia é defendida por parte de alguns gestores, que o aumento da aprendizagem do colaborador   através da realização de seu trabalho diário, tudo isso agregado dentro de curso de treinamento formalizado.Contudo, outros tipos de treinamentos não trariam os mesmos resultados. Embora, ajudar integrantes de equipes apreender seja uma tarefa mais difícil de executar na pratica, do que na teoria. ao londo desse artigos vamos conhecer alguns estratégias de aprendizagem o para equipes de trabalho.

Entre diversos métodos de programas trainees e liderança, nesse tipo de trein…