Pular para o conteúdo principal

4 Ferramentas Todos No Disco Analisador Do Análise Perfil

É fácil notarmos casos de pessoas serem contratados pelo currículo e logo em seguida recusados pelo comportamento. Varias vezes, em fases finas de um procedimento de recrutamento, os administradores têm aspirantes com currículos muito semelhantes e, logo, é aí que o perfil comportamental pode ser decisivo distinguir e sugerir qual é a melhor alternativa.

A análise de perfil comportamental faz com que as organizações sejam apropriadas de realizar admissões cada vez mais aprimorados e alcancem resultados elevados. Nesse artigo nós extraímos algumas informações de ferramentas para análise e conteúdo sobre como sobrepor essa metodologia na organização. Veja! Análise de perfil comportamental.


student
Fonte:Getty imagens(student)
A estimativa de perfil comportamental é um check-up de comportamento arranjada a partir de ferramentas e técnicas para habituar-se o perfil de uma pessoa. Quando usada em uma metodologia de recrutamento, ela deixa avaliar o perfil do aspirante e conhecer se ele está alinhado à cultura organizacional. Para sobrepor a avaliação de perfil comportamental em processos seletivos é necessária, primeiramente, ter nitidez sobre as especialidades procuradas. Ser sabedor de  sua organização estar em buscas profissionais mais inovadores ou mais focalizados em resultados, isso, é fundamental. A próxima etapa é indicar qual método de estimativa será aproveitada. Existem várias ferramentas e métodos de avaliação comportamental que você pode empregar em um processo de recrutamento. Aprecie detalhadamente determinadas de elas a seguir: Teoria DISC

A proposição DISC

DISC é uma sigla e cada grafia tem um sentido: D: dominância; I: influência; S: estabilidade; C: conformidade. Avaliando os quatro fatores é provável identificar várias propriedades básicas de um candidato. Os resultados recomendam se ele é competitivo, confiante, resignado, indutivo, entre outras especialidades. A DISC é uma das ferramentas mais apreciadas e empregadas atualmente.

Quantum

O método Quantum identifica perfis profissionais, avaliam tendências comportamentais, aptidões, estilo de comunicação, entre outros detalhes. O diferencial dessa ferramenta é que ela mede a Tendência Comportamental (TC) de uma pessoa, atestando como ela age, se comunica e interage com o meio, assim como o seu índice de flexibilidade para variar essa tendência.

Hogan

Hogan é um método de estimativa que apresenta diferentes notificações e três declarações para aprimorar a modo de escolher e medir pessoas, em distintos níveis e cargos. Ele provê conhecimentos sobre como um profissional pode se permitir em distintas situações, o que o determina e quais são seus valores.

Label

Label é Classificação de Adjetivos com duas polaridades e em Escala de Likert e é um ferramenta de avaliação psicológica bastante utilizada por profissionais de RH para regular traço de personalidade como ferramenta estratégica. Por proporcionar uma avaliação complexa, ele ajusta a multiplicidade dos traços de personalidade distintos.

Os resultados podem ser proporcionados de distintos jeitos: o profissional que apõe pode propor a desenho que avalia mais apropriada. Eles podem, por exemplo, ser oferecidos para explicação em termos de análise transacional, estilos cognitivos de Welsh e proposição das necessidades de Murray. É importante separar que os resultados da avaliação são fortificados quando se unifica a ferramenta a uma avaliação objetiva, como a entrevista comportamental. Portanto, a análise de perfil comportamental não necessita ser o exclusivo critério de alternativa, ele precisa fazer parte do processo incisivo.